Blog

Intel lança 7ª geração de processadores no Brasil para games e vídeos 4K

A Intel lançou no Brasil a 7ª geração dos processadores Intel Core i nesta quinta-feira (23). Em parceria com 14 fabricantes que atuam no mercado nacional, a nova linha de processadores já equipa mais de 20 produtos que estarão disponíveis nas lojas do país. Baseada na arquitetura de 14nm (nanômetros), o componente promete oferecer a melhor velocidade de resposta e melhor experiência com as novas demandas de vídeo — incluindo conteúdo 4K, jogos e realidade virtual. Outra promessa para notebooks é o menor consumo de energia sem comprometer a produtividade, otimizando os processos.

Assim como nos PCs tradicionais, para as plataformas móveis, a sétima geração dos processadores Intel também investe pesado na experiência do usuário com imagem para vídeos 4K (UHD – Ultra HD) e vídeos imersivos em 360 graus. A melhoria, em especial, deve atender a consumidores de “conteúdo premium”, que requer hardware cada vez mais robusto para exibição. A fabricante afirma, inclusive, que o novo Core i7 entrega gráficos 3D 6.6 vezes melhores e traz até 50% mais produtividade que um PC top de linha de 5 anos atrás, por exemplo.

De acordo com a Intel, donos de máquinas equipadas com a nova linha de processadores poderão assistir vídeos 4K mesmo enquanto fazem outras atividades complexas e, ao mesmo tempo, sem notar qualquer tipo de problema. A ideia é naturalizar o conteúdo Ultra HD sem prejuízos ao computador.

Ao todo são cinco os grupos de processadores: vPro i7, Y-Series, i3, i5 e i7 para U-Series, H-Series e S-Series. O primeiro vPro é focado em games e produtores de conteúdo gráfico. Do i3 ao i7 das linhas U, H e S, o foco é desempenho de reprodução de vídeo e produtividade – com melhoria e desempenho conforme a escala. Os novos processadores continuam com a arquitetura Kaby Lake. A grande novidade do anúncio da Intel, no entanto, é um novo Core i3 unlocked, que chega ao Brasil no segundo semestre de 2017, e permitirá ao gamer ter uma máquina mais potente com menor custo.

A Intel afirma, ainda, que se a placa-mãe do usuário já for compatível com a sexta geração de processadores da fabricante é possível atualizar para a sétima sem a necessidade de trocar o hardware.

A renovação da linha vem também para atender três importantes demandas do mercado de computadores domésticos e corporativos: alto desempenho com microarquitetura de baixo consumo de energia e otimizações de silício, experiências imersivas com o Intel HD Graphics (ver, criar, editar, compartilhar e jogar são palavras de ordem) e vida estendida para a bateria, com duração maior e tamanhos menores para permitir equipamentos portáteis, finos e leves, mas que sejam satisfatórios.

A empresa também recomenda o uso de Windows 10, ou superior, para que sejam aproveitados todos os recursos de processamento dos computadores. Vale notar que, mesmo notebooks i3 – que não tiverem telas 4K – terão suporte para rodar vídeos Ultra HD se conectados a outras telas ou TVs com 4K.

E quanto vai custar?

Em relação a preços, o Diretor Geral da Intel Brasil – Maurício Ruiz – afirma que a sétima geração custará o mesmo valor de entrada da sexta. “Faz tempo que os preços dos processadores estão congelados. Não sentimos tanto esta estagnação no Brasil por conta das variações do Dólar”, explica o executivo.

De acordo com a Intel, os valores dos processadores de sétima geração seguem o mesmo padrão de entrada aplicados aos de sexta geração. Quem desejar fazer o upgrade de desktops para os novos Core i3, i5 e i7 vai encontrar o componente, no varejo, a preços a partir de R$ 500, para máquinas com o i3, e até R$ 1.500 – para equipamentos com o i7.

PCs com processadores da sétima geração chegam em abril

Ao todo, são mais de 40 opções diferentes de CPUs, para todos os modelos de uso e faixas de preço. De acordo com a Intel, até o final do primeiro semestre de 2017, mais de 20 modelos de computadores estarão disponíveis pelas mãos de marcas já conhecidas dos brasileiros como Acer, Aldo, Asus, Daten, Dell, Gigabyte, HP, Lenovo, LG, MSI, Positivo, Samsung, VAIO e também Multilaser.

– Veja alguns modelos de computadores, com o novo Core i7, que chegam a partir de abril:

Asus UX390UA
LG All in One 24V570
Dell Inspiron 15 7500U
Dell Inspiron 15 5578
Dell Inspiron 15 5000
Dell Inspiron 15 7000
Dell XPS 13
Dell All in One JB6D524
Lenovo Yoga 910
Lenovo V310
HP Spectre x360 13
Vaio Fit 15S

Como baixar vídeos do YouTube sem precisar instalar programas

Baixar vídeos do YouTube online é uma das melhores formas de ter, por exemplo, animações curtas e música baixadas no HD do seu computador. Para fazer o download de vídeos do YouTube no Mac OS ou no PC Windows, há vários aplicativos disponíveis para download e instalação. Entretanto, baixar um programa só para fazer isso, pode ser tão demorado quanto fazer o download de vídeos ou de apenas de músicas. Para esses casos, há web apps (sites) que dão conta do recado perfeitamente, sem precisar instalar nada.

Você pode baixar videos do YouTube em MP3, MP4, AAC, FLV, AVI, MOV, WebM, em 4K (UltraHD), Full HD, HD, Standard (SDTV) e outros tantos formatos de áudio e imagem, ou mesmo converter para outro tipo de arquivo da sua preferência. Veja como baixar direto do YouTube no seu PC.

Link fonte:

http://www.techtudo.com.br/dicas-e-tutoriais/noticia/2014/03/como-baixar-videos-do-youtube-sem-precisar-instalar-programas.html

 

Como recuperar um pendrive com defeito pelo MS-DOS

Defeitos no pendrive são bastante comuns. Um dos mais frequentes é não conseguir abrir a unidade ao conectá-la ao computador, mesmo visualizando através do gerenciador de arquivos. Felizmente essa falha pode ser corrigida através do MS-DOS, o que é uma vantagem pois dispensa a instalação de outros programas e ainda funciona para qualquer versão do Windows.

Vale ressaltar que o procedimento inclui formatação da unidade, portanto deve ser usado apenas se você não tem intenção de reaver os arquivos armazenados. Se for o seu caso, siga as dicas do tutorial a seguir e saiba como corrigir um pendrive defeituoso.

Passo 1. Acesse o menu Iniciar do Windows e digite ‘cmd’ no campo de texto. Clique com o botão direito do mouse sobre o ícone que aparecer em “Programas” e selecione ‘Executar como administrador’;

Passo 2. Digite o comando ‘diskpart’ e dê ‘enter’. Aguarde alguns segundos até que a linha ‘DISKPART>’ seja exibida;

Passo 3. Digite o comando ‘list disk’ e pressione a tecla ‘enter’. Será exibida uma lista com todas as unidades conectadas ao computador (neste exemplo, o HD e o pendrive);

Passo 4. Agora digite o comando ‘select disk’ seguido do número que aparece ao lado do seu pendrive na lista. Neste tutorial, o comando completo é ‘select disk 1’, pois o pendrive foi listado no disco 1 (1900 MB);

Passo 5. O prompt exibirá uma mensagem informando que o disco foi selecionado, e em seguida voltará à linha ‘DISKPART>’. Digite então ‘clean’ e dê ‘enter’;

Limpeza do pendrive pelo MS-DOS (Foto: Reprodução/Raquel Freire)

Passo 6. Agora insira o comando ‘create partition primary’ e tecle “enter” para criar uma partição no pendrive;

Passo 7. Digite ‘format fs=fat32 quick’ e dê ‘enter’. O comando fará uma formatação rápida no seu pendrive, usando o sistema de arquivos FAT32;

Passo 8. Escreva o comando ‘assign’ e pressione a tecla enter. Com ele, você poderá futuramente alterar a letra da unidade associada ao pendrive;

Passo 9. Para terminar, digite ‘exit’ para sair do ‘diskpart’;

Pronto, seu pendrive está corrigido e já pode ser lido pelo PC novamente.

Impressoras Brother: listamos os modelos com o melhor custo-benefício

As impressoras da marca Brother são conhecidas por serem bastante resistentes e muito indicadas para ambientes corporativos, como escritórios de pequeno e grande porte por conta do baixo custo de impressão. Mesmo assim, a marca apresenta boas alternativas para pequenos negócios e residências, com modelos com bom custo-benefício e impressões coloridas e preto e branco, a laser ou jato de tinta.

Para que você tenha noção do que esperar de uma dessas impressoras Brother, além de saber qual se encaixa melhor ao seu orçamento, listamos aquelas mais em conta e com bom desempenho.

1) Impressora a Laser Monocromática HL-1202 (R$ 489,90)

A impressora HL-1202 tem como atrativos o design e baixo custo. Vendida no varejo em média por R$ 489,90, a impressora tem uma taxa de impressão de 21 páginas por minuto.

A qualidade da impressão também é bem elogiada por alguns dos seus usuários, sendo um modelo bastante indicado para sua residência ou home office, desde que você não precise imprimir em cores.

2) Multifuncional a Laser DCP-1617nw (R$ 764)

Encontrada por um preço médio de R$ 764, a Multifuncional DCP-1717nw, imprime 21 páginas por minuto, tendo a vantagem de também conseguir realizar cópias na mesma velocidade. A DCP-1617nw é bastante indicada para a impressão de arquivos de texto, já que apresenta boa qualidade e velocidade para esse tipo de trabalho.

 

Além disso, a impressora conta com um scanner colorido de alta resolução, permitindo cópias bem detalhadas de seus documentos. Ela traz um design compacto, além de ter conexão USB 2.0 de alta velocidade, por cabo de rede e wi-fi.

3) Impressora Inktank DCP-T300 (R$ 1.049)

A impressora Multifuncional DCP-T300  é equipada com jatos de tinta, mas traz um preço mais modesto que o modelo anterior, custando em média, R$ 1.049. Por minuto, ela consegue imprimir até 27 páginas em preto e branco ou 10 páginas coloridas.

4) Impressora Inktank DCP-T500W (R$ 1.329)

Assim como a L2700dw, a impressora permite a impressão através de dispositivos móveis, deixando de lado a necessidade de conexão com um computador.

Ela permite a impressão de qualidade de até 27 páginas por minuto em arquivos em preto e branco, e 10 páginas por minuto em impressões coloridas. Além de imprimir, o modelo também realiza a digitalização e cópia de documentos e imagens. A impressora pode ser encontrada pelo préço médio de R$ 1.329.

5) Impressora multifuncional MFC-L2700dw (R$ 1.720)

A impressora MFC-l2700dw traz impressões monocromáticas a laser, realizando a impressão de até 26 páginas por minuto, através de conexão por USB ou rede (cabeada ou sem fio). Outra vantagem desse modelo é a possibilidade de conectar a impressora a um aparelho móvel, como tablet ou smartphone.

Além das impressões, o modelo, que pode ser encontrado pelo preço médio de R$ 1.720), ainda digitaliza documentos e pode enviá-los automaticamente para serviços de armazenamento na nuvem.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Como salvar vídeos da Netflix no cartão SD

O aplicativo da Netflix para celulares permite salvar vídeos para assistir offline. No smartphone Android, o recurso vai além, e libera o download de filmes e séries para um cartão de memória instalado no telefone. A função está presente no app para aparelhos com o sistema do Google, e não requer outro procedimento manual que exigia o uso de um gerenciador de arquivos.

Com a novidade, o usuário não precisa se preocupar com o fim da memória interna do celular caso queira salvar muitos vídeos para assistir sem internet. Uma vez conectado a uma rede Wi-Fi, é possível baixar quantos itens a memória externa suportar. Aprenda como salvar vídeos do Netflix no cartão SD.

 

Passo 1. Acesse o menu lateral do Netflix e role a tela até encontrar a opção “Configurações do aplicativo”.

Passo 2. Em “Localização dos downloads”, selecione o cartão SD para salvar filmes e séries baixados para assistir offline.

Passo 3. Por fim, conceda permissão ao app do Netflix para acessar o cartão de memória e verifique o espaço livre disponível no dispositivo externo.

Vale lembrar que os arquivos baixados do Netflix contam com um sistema avançado de DRM (Digital Rights Management) para proteger direitos autorais e evitar cópias piratas. Sendo assim, não é possível usar vídeos baixados em um cartão de memória para transferir filmes e séries da plataforma de streaming para outro dispositivo.

Netflix cria botão para pular aberturas longas de séries

A Netflix criou um novo botão que permite pular aberturas de seriados. A função foi apresentada no início do ano, mas de forma bem limitada, e agora está em expansão para espectadores do mundo todo. Séries como Punho de Ferro, House of Cards, The Office e Mad Men são algumas das primeiras contempladas com a novidade, que ainda deve se estender por todos os shows disponíveis na plataforma de streaming. O botão funciona com programas que começam já na abertura e também aqueles que exibem a abertura após algumas cenas iniciais.

A novidade já pode ser conferida nas principais séries, inclusive para os usuários brasileiros. Para ativar e fazer funcionar, porém, é preciso assistir alguns episódios de seu seriado favorito na sequência. Se o usuário estiver assistindo em “auto-play”, pode ocorrer de a abertura ser pulada automaticamente — se preferir assisti-la por completo, basta retornar alguns segundos.

Pular a abertura é um pedido de longa data de usuários da Netflix, ao menos em uma parcela — bem grande. É comum que a plataforma lance novos seriados com diversos episódios juntos, como Demolidor e House of Cards, por exemplo, e quem assiste um após o outro nem sempre quer gastar alguns minutos a mais com a sequência inicial de créditos que pode ser longa.